segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Falling Skies - Difícil de acreditar


Falling Skies é a mais nova série da TNT.
Tudo começa com uma invasão alienígena que deixa em frangalhos toda a nossa pretensa poderosa tecnologia bélica. A história se passa alguns meses após a invasão, num cenário que deveria ser pós apocalíptico, mas que não parece assim na maior parte do tempo. Muitas casas intactas, jardins com grama aparada etc.
O nome de Steven Spielberg na criação e na produção executiva é o que, de início, nos empolga e, depois, nos mantém assistindo, esperando alguma reviravolta espetacular no enredo.
A sensação após assistir alguns episódios é de descrença total. Estamos falando de alienígenas com tecnologia incomparavelmente mais avançada que a nossa que vem pra cá, aniquilam praticamente toda a humanidade, mas não conseguem lidar com alguns poucos insurgentes?
Lembrando que essa “resistência” luta à lá velho-oeste...
Skitter - Alguém mais achou eles bonitinhos?
Como se já não fosse suficiente, esses seres, mesmo sabendo que os insurgentes estão por aí, ficam passeando pelas redondezas, sem uma única arma em punho (se é que eles possuem punho) e praticamente pedindo pra morrer.
Por que eles vieram à Terra? Essa vai ser uma questão que com certeza se prolongará indefinidamente... Em um episódio eles capturaram um desses alienígenas e é engraçado que não tenha ocorrido a nenhum dos humanos presentes que talvez fosse uma boa ideia perguntar: “Por que vocês estão aqui?” e “O que vocês estão fazendo com as nossas crianças?”.
Os extraterrestres capturam crianças e adolescentes e colocam neles uma espécie de aparelho orgânico que se acopla à coluna vertebral. Elas então se tornam seres sem personalidade e que andam como zumbis e servem de escravos.  Ao anoitecer, essas crianças deitam-se no chão e o alienígena presente, tal qual uma galinha mantendo o ovo aquecido, fica sobre essas crianças e se comporta como uma mamãe carinhosa, fazendo cafuné na cabeça dos pequenos.
Mas a alienígena mamãe não hesita em fuzilar todas essas crianças caso seja necessário... Isso que é bipolaridade...
Praticamente todas as personagens da série sofrem de um déficit intelectual agudo...
Um exemplo disso é o fato de um prisioneiro, o Pope, racista e xenófobo, que no início da série matou um dos insurgentes e quase causou a morte de todos os sobreviventes da região (intencionalmente) ter, após alguns dias trabalhando como cozinheiro para os rebelados, recebido voto de confiança para participar do grupo nas “missões”.
Claro que ele traiu todos e, novamente, quase causou a morte de todo mundo.
E não é que no episódio seguinte lá estava ele sendo perdoado e reintegrado à “insurgência”!
E quando digo “todas” as personagens da série, me refiro também aos aliens. Um questionamento é constante: “Pérai, esses seres aí nos dominaram? Sério?”. Seres que além de andarem desacompanhados e desarmados por aí, sabendo do perigo, também gostam de dormir ao ar livre, sem proteção de qualquer tipo e de preferência em lugares em que sejam alvos fáceis.
Eles também possuem um prazer especial em correr, desarmados, atrás de homens com metralhadoras em mãos... Se isso não é saltar para a morte, então não sei o que é.
Fora todos os fatores negativos já citados, ocorre também que as atuações são péssimas e as tentativas de dar profundidade psicológica aos protagonistas são risíveis e entediantes. Absolutamente nada convence. Há também um forte teor religioso totalmente desnecessário.
Em suma, é uma série descartável e que não deveria ter sido criada.
Falling Skies

2 comentários:

  1. lol, faço reviews semanais desta série no site tvdependente.net.

    ResponderExcluir
  2. Opa, já estou lendo suas resenhas no site. Não sabia que você também escrevia por lá.

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar!
Evite escrever em CAIXA-ALTA.
Críticas são bem vindas, mas lembre-se de ser educado.
Fique à vontade para fazer sugestões ou para complementar o post com suas ideias e conhecimentos.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...